segunda-feira, 2 de março de 2009

Até Breve

Certos tudo vivem em paz. Sem após.

Sem anos.

Cem olás felizes.

Paz, pais.

Vida reclusa no peito aberto

De minha vida.

Na escola interior que eu faço,

De certo, sozinho.

Passos a frente ecoam caminhos 

Já andados.

O futuro não faz estardalhaço.

O silêncio é inerente à surpresas.

Um comentário:

Carolina Matos disse...

"Passos a frente ecoam caminhos

Já andados.

O futuro não faz estardalhaço.

O silêncio é inerente à surpresas."

Me lembrou...

"Segue a tua viagem..."

Lindo isso poetinha...

=*