sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Através

Sinto-me atravessado.
Faço-me de ligação.

Sinto-me uma ponte.

Em reforma, velha, gasta.

Duas pontas
Dois destinos.

Sinto-me atravessado.

Vida minha passa
E para no meio.

Olha dentro de mim.

Eu não tenho a resposta.

A direita minha vida de sonhos
Se opondo minha real vida.

Sou atravessado pela dúvida.

Quebrar a ponte de que lado?

Não quero seguir.
Mas é preciso.

Sinto-me atravessado.

Um comentário:

Carolina Matos disse...

Cara... podes achar isso bizarro... mas sei exatamente qual a sensação da ponte... mas depois do primeiro passo.. fica mais fácil... sensação de liberdade saca?

Não precisa ter medo de deixar pra trás...

Agora... esse período tem feito maravilhas com tua inspiração né?! hehehehehehehe

=*