quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Eu Insisto

Do que adianta olhos cheios de perdão, se na fotografia eles são só papel.
Juras de amor, que na verdade, são palavras escritas e não ditas.

O que adianta acreditar no amor, e querer que ele seja tangível.
Não se toca em sentimentos, eles te tocam, e você toca o amado.

Deixar a alma com fome, alimentar uma realidade sem cor.
Assim fica o amor de fronte à vida real.

Ele tem que tirar o pé do chão, torcer para sempre,
Viver no sufoco, no bocejar cheio de borboletas!

No embrulho estomacal, nas lágrimas egoístas.

2 comentários:

Lele Friolle disse...

nem sempre o amor eh tangivel..aliais.. vc consegue me dar um exemplo?!

chuvadastres disse...

sentimento não são tangíveis. Pessoas que tentam personificar!