quinta-feira, 13 de março de 2014

Vez e Outra

O que acontece quando você deixa
De pensar em nós pra pensar a sós?
Eu espero que um dia você ainda veja
Antes que não reste nem a minha voz.

Os buracos no telhado são minhas estrelas,
A poeira no meu quarto são minhas memórias.
Esta noite eu bebi os canais de Veneza
E espero a amnésia sem nenhuma glória.

Eu parti, me dividi em dois, me conta como foi...
Conta os meus pedaços por ai, mas não pise nos meus cacos,
Diz pra todo mundo que o ‘meu bem’ vai ficar bem.

Que saudades que eu sinto do primeiro ‘oi’...
A cada passo que se dá se afrouxam os laços,

Quando eu percebi já estava aquém.

Um comentário:

Skyline Spirit disse...

pretty nice blog, following :)